Imagem capa - CRIATIVIDADE: Da imaginação ao propósito por BANG
INOVAÇÃOMARKETING DIGITAL

CRIATIVIDADE: Da imaginação ao propósito

Todos nós nascemos com imaginação, ou seja, pensamos, idealizamos e sonhamos. Imaginar é essencial para o desenvolvimento social e abre as portas para o autoconhecimento.  
Ter uma mente fértil, alimentar a imaginação e entender que todo pensamento pode ser início de uma boa ideia é o primeiro passo para ligar a imaginação com a criatividade.  
Todos nós somos livres para pensar e fazemos isso o tempo todo, no entanto, precisamos saber o que fazer com todos essedevaneiosPara transformar ideias comuns em criativas, é preciso ter objetivos e saber organizá-las para que tudo seja aproveitado e se torne algo inovador, ou seja, criativo. 
 

Toda ideia ou imaginação, se torna criatividade quando é feita com propósito  

O processo criativo surge através de um problema ou oportunidade, onde é necessário criar uma solução diferenciada para resolvê-lo.  
 
Como saber se a ideia é boa?  
Simples, se ela resolve o problema, é uma boa ideia!  

 
É importante agir de maneira imparcial, no sentido de não pensarmos só no que gostamos, maquestionar se realmente funciona. Comunicar-se com todos, de modo criativo, ao ponto de ser útil para outras pessoas e tendo sempre o propósito como essência.  
Já parou pra pensar que podemos usar nossas ideias para gerar respostas do nosso jeito? Claro, sendo coerente, mas tendo uma personalidade que se diferencie. Essa é a essência do processo criativo. 

 

Mas, como ligamos tudo isso ao propósito?  

Vamos por partes.  
Propósitos são metas, objetivos e desejos. Se trata de onde nós queremos chegar, mas, além disso, é sobre como e porque nós queremos chegar em um determinado objetivoQuando temos um desígnio, costumamos focar apenas nele, porém, é preciso ter uma visão amplaobservar tudo e estarmos abertos às mudanças. Assim, conseguimos manter a essência, acreditar e sustentar os objetivos. 
Quando usamos a nossa criatividade com propósito, é colocado em prática tudo o que acreditamos e valorizamos.   
 
Depois de entender o conceito das palavras, precisamos nos questionar:  

 
Como identificar se exerço a criatividade com propósito? 
 
Ter uma metodologia ajuda muito! Ou seja, ter uma maneira de organizar tudo o que foi pensado, se certificando de que os objetivos estão sendo cumpridos e finalmente se perguntar “o que eu quero com isso? ou, “onde quero chegar?” é uma maneira de saber se opensamentos estão alinhados com os objetivos e principalmente com as atitudes.  
É aí que chegamos em um ponto chave! Não adianta ter boas ideias, ter propósitos grandes e humanizados, se não agirmos de maneira correspondente. Precisamos ser íntegros, verdadeiros e leais aos nossoobjetivos. 

Ter integridade com o que pensamos, falamos e fazemos é o que nos faz exercer uma criatividade com verdadeiro propósito.  

Tudo que fazemos vem dos nossos pensamentos, quando organizamos as ideias, temos a criatividade. Respectivamente, tudo o que sentimos vem dos nossos valores, ou seja, os propósitos. Sendo assim, por que não unir tudo isso?  

 

A melhor parte da criatividade: 
 
Somos capazes de melhorar o que nos incomoda, podemos criar, reinventar e mudar! A zona de conforto pode até ser um bom lugar, mas nada cresce por lá. É preciso ter coragem de sonhar, imaginar e persistir. Em tempos de padrões e estereótipos, faça o inesperado, seja o pensamento fora da caixa, se preciso for, a jogue fora. Não se pode esperar o novo quando se faz sempre o mesmo.  

Arrisque-se! Grandes ideias não surgem do comodismo, mas sim da coragem de pensar diferente e compartilhar o seu pensamento.  

Unir comunicação inteligente e estratégica com a criatividade, é formar um relacionamento com as pessoas de um jeito mais interessante, verdadeiro e simples.